Bethany Hamilton, surfista profissional e sobrevivente de ataques de tubarão, fala sobre a maternidade

Trocar as fraldas com uma mão provou ser um desafio para a sobrevivente de surfistas e ataques de tubarão Bethany Hamilton, mas isso não a impediu de abraçar a maternidade na íntegra..

View this post on Instagram

Cuddles for cold weather💕 #68degreesandimcold 😂

A post shared by Bethany Hamilton (@bethanyhamilton) on

Hamilton, que tinha 13 anos quando perdeu o braço esquerdo em um ataque de tubarão em 2003 na costa do Havaí, voltou ao circuito de surfe, inspirando o filme de 2011 “Soul Surfer”. Depois de se casar com o ministro da juventude cristã, Adam Dirks, em 2013, ela revelou publicamente sua gravidez em fevereiro passado e celebrou o nascimento de Tobias em junho do ano passado..

“Quando o segurei em meus braços foi apenas um amor imediato e você apenas sabe que morreria por ele”, disse Hamilton, de 25 anos, ao Daily Mail em um artigo publicado na quinta-feira. “Foi um amor instantâneo e tão mágico para segurar uma criança que cresceu dentro de mim, sabendo que eu trouxe outra vida ao mundo.”

RELACIONADOS: O filho de Bethany Hamilton, de 6 meses de idade, Tobias, surfa – bem, mais ou menos – em foto doce

Apesar dos desejos de lanche da meia-noite, ela disse que “passou” pela gravidez, mas a maternidade trouxe novos obstáculos. Seus primeiros três meses de paternidade se mostraram particularmente duros.

“É claro que a falta de sono foi difícil, mas aprender a trocar as fraldas com um braço tornou-se mais difícil quanto mais ativo ele fica”, disse ela à publicação britânica. “Eu tenho que usar meus pés e quanto mais ele se move, mais difícil é, então eu tenho que tentar o meu melhor para distraí-lo. Primeiro eu arrumo a fralda com meu braço, então eu uso meus pés para levantar as pernas antes de chegar e apertar a fralda com a minha mão.É ainda mais difícil quando usamos fraldas reutilizáveis, que têm um botão que você tem que apertar.É definitivamente não é fácil e alguns dias fico tão frustrado, mas eu sempre chego lá no final “

É claro que a maternidade também é um desafio em si. Além de se acostumar com a enfermagem, Hamilton teve que lidar com as cólicas do filho.

ELLERIER: Grávida Bethany Hamilton mostra um solavanco ao bater nas ondas

“Qualquer mãe que tenha lidado com isso saberá o quão difícil é lidar, tanto que é difícil aproveitar o tempo juntos”, acrescentou Hamilton. “‘Você só tem que continuar pensando que não vai durar para sempre e você um dia vai passar por isso.”

No final, ela afirmou, tudo vale a pena.

“Estou amando ser mãe e vê-lo crescer”, disse ela. “A primeira vez que ele sorriu me deu tanta alegria que era insano e nunca há um momento de tédio na minha vida agora.”

Siga o escritor do TODAY.com, Chris Serico, no Twitter.

Bethany Hamilton surfa enquanto grávida de 6 meses

16 de março de 201500:43