Ame suas sardas! Esta nova tendência de beleza é toda sobre pontos de balanço

HOJE Favorite

Depois de anos (e provavelmente até décadas) de mulheres escondendo suas sardas naturais com base e encobrimento, o visual “isso” virou na direção oposta..

Meghan Markle recentemente falou que não gostava quando os editores tiravam suas sardas e como ela queria ter suas manchas naturais.

Duas maneiras fáceis de falsas sardas

29 de março de 201701:26

Agora, as mulheres sem sardas estão indo tão longe como fingir com maquiagem e até mesmo tatuagens. Desfiles de pista e maquiadores de celebridades seguiram o mesmo caminho, tornando esta uma tendência oficial, de capital-T.

Não tem sardas de sua preferência? Aqui estão três maneiras criativas (e surpreendentemente fáceis) de experimentar sozinho.

O método do produto testa

1. Esprema um pouco de sobrancelha líquida na sua mão.

HOJE

2. Pegue uma escova de sobrancelha com cerdas firmes e mergulhe-a no produto..

HOJE

3. Retire o produto das cerdas em suas bochechas e nariz.

HOJE

4. Coloque um pouco de corretivo em uma esponja e apague a escuridão das sardas.

HOJE

Dica profissional: você também pode usar o corretivo para cobrir quaisquer imperfeições da passagem.

HOJE

RELACIONADOS: Fotógrafo brilha holofote sobre a beleza dos pontos

O método do lápis de sobrancelha

1. Use um lápis de sobrancelha marrom e desenhe pontos aleatórios em suas bochechas e nariz.

HOJE

2. Use corretivo e esponja para apagar a escuridão das sardas.

HOJE

Sugestão: quanto mais aleatória for a colocação, mais natural ficará.

HOJE

O método delineador

Falso freckles
HOJE

1. Escolha um delineador a lápis claro ou castanho chocolate, dependendo do seu tom de pele.

2. Certifique-se de espalhar o posicionamento pelo nariz e maçãs da bochecha.

3. Depois de escolher um posicionamento, pressione o lápis na pele e gire.

4. Levemente em pó ou furto com os dedos para manter a aparência natural.

RELACIONADOS: Confira o nosso A-Z beleza GIF-tionary com 26 das ideias de maquiagem mais quentes.

Este artigo foi originalmente publicado em 01 de outubro de 2015 em HOJE.