Clinton Kelly prepara sua maior luta em ‘What Não usar

É o fim de uma era de reality shows – ou logo será. Depois de 10 anos e quase 350 reformas, o fim está próximo do estilo de moda da TLC, “What Not to Wear”.

Enquanto os fãs do show com certeza ficarão tristes em dizer adeus aos switcheroos do guarda-roupa semanal, o guru do estilo Clinton Kelly acha que o momento certo.

“Eu não tenho certeza se poderia fazer esse show por mais um ano se eu tivesse que fazer”, Kelly disse hoje. “Chega a um certo ponto em que é monótono. Você sabe, não me entenda mal, a história de todo mundo é pessoal e toda semana é diferente. Mas eu meio que me vi girando meus próprios olhos com minhas próprias palavras está saindo da minha boca, tipo, ‘Como você experimenta uma jaqueta estruturada?’ “Que tal calças jeans escuras?” “Que tal um bailado?”

Mas não houve nada monótono na última apresentação do programa, que foi embalada com os primeiros sucessos de “What Not to Wear”, incluindo um episódio de bastidores que foi ao ar em agosto. Kelly insistiu que todos os envolvidos na produção queriam acabar com o show enquanto ainda gostavam, e para esse fim, eles tiraram todas as paradas.

“O departamento de elenco realmente fez um bom trabalho na última temporada de encontrar personagens que não pareciam os mesmos personagens antigos com os quais já trabalhamos antes”, ele nos disse. “A coisa mal-humorada da mãe fica velha depois de um tempo. É tipo, ‘Quantas mães desmazeladas você consegue fazer em uma estação?'”

O personagem chegando no próximo episódio – o penúltimo episódio da série – é tudo menos desalinhado. Ela também é tudo menos simpática, pelo menos no que diz respeito a Kelly.

“Temos uma mulher chamada Megumi, com quem eu entrei na maior briga”, ele lembrou. “Eu realmente só entrei em brigas com cerca de duas mulheres em 350 (ao longo dos anos), e Megumi e eu tivemos isso no espelho 360!”

A luta também não foi bem ajustada ou fashion. Megumi ficou pessoal.

“Eu realmente me sinto um pouco mal com isso. Quero dizer, ela me disse que eu precisava de Botox e eu acabei de sair com ela”, disse ele sobre a troca aquecida. “Não que eu tenha alguma coisa contra o Botox – eu realmente não sei. Eu já tive isso antes. Eu fiquei tipo ‘você não me diz que eu preciso de Botox’. Isso não é sobre mim, —! “

Enquanto o confronto com Megumi pode ser o mais intenso da história do show, está longe de ser a única vez que Kelly não consegue se encontrar com uma das vítimas da moda “What Not to Wear’s”.

“Eu acho que Tristen, com as unhas de pato, foi um dos piores transgressores que tivemos no programa”, disse ele a HOJE. “Ela idolatrava o elenco de ‘Jersey Shore’. “

Apesar de alguns participantes difíceis, as experiências positivas superaram as negativas para Kelly. Na verdade, ele ainda está em contato com um número surpreendente de assuntos passados.

“Eu mantenho contato com cerca de 100 deles, acredite ou não, seja Twitter ou Facebook ou uma mensagem de texto aqui e ali”, disse ele. “Mas sim, eu tive ótimos momentos com alguns deles. Você sabe, nós realmente afetamos a vida das pessoas positivamente. Então foi uma boa experiência.”

E embora não seja seu hábito manter contato com os que ele “não gostou”, Kelly faz exceções.

“Eu não gostava de Tristen”, explicou ele. “Eu não gostava dela quando ela estava no estúdio, e me senti mal com isso. Senti que ela estava sendo defensiva, e eu senti que talvez eu estivesse sendo um pouco áspera com ela. E então no show da reunião em Vegas, ela estava lá. Ela e eu tomamos um drinque juntos e terminamos. Nós sentamos e dissemos: ‘É de onde eu vim’ ‘. Eu estava vindo, ‘e nós nos tornamos legais e agora somos amigos’.

Então, talvez haja esperança para Megumi?

“Eu não acho que vou (trabalhar com isso) com ela”, disse ele. “Uma vez que você me disse que eu preciso de Botox, já terminamos.”

Enquanto ainda há dois episódios para o ar, Kelly agora é oficialmente feito com “What Not to Wear”. Mas isso não significa que ele tenha tempo livre em suas mãos. Além de seu trabalho em “The Chew”, da ABC, ele tem um novo livro, “Freakin ‘Fabulous on a Budget”, que chega às lojas em 15 de outubro, e ele tem um novo papel – mango man. Kelly é a porta-voz da celebridade do National Mango Board, o que significa que ele passou de desmembramento de estilo para dizer ao público como eles podem dar suas refeições “mangovers”.  

“What Not to Wear” – com o confronto de Kelly com Megumi – vai ao ar sexta-feira às 10 da noite. no TLC.