Bill Hader sofreu ataques de pânico no ‘Saturday Night Live’

Agora que ele deixou a comédia de esboço tarde da noite, Bill Hader admite que estava cheio de medo durante seu tempo em “Saturday Night Live”.

Em uma entrevista na edição de setembro da Playboy, o ator-comediante explicou exatamente o que ele passou no ar.

“Sem vômitos, apenas ataques de pânico e sudorese”, recordou Hader. “Nas minhas duas primeiras temporadas eu não dormia na noite de sexta-feira. Eu ficaria acordado a noite toda.”

Na verdade, Hader acredita que os espectadores poderiam até mesmo detectar seu terror em certas cenas.

“Se você olhar para o esboço de Julian Assange que fiz quando Jeff Bridges estava hospedando (em dezembro de 2010), você pode ver que estou muito nervoso”, confessou. “Eu estava cobrindo meu rosto um pouco, pensando: ‘Ah, estou tendo um ataque de pânico. Realmente? Realmente? Mesmo? Agora mesmo? Obrigado, deuses da comédia.

(Assista ao clipe e julgue por si mesmo – mas achamos que você será pressionado a ver qualquer pânico.)

Na época, Hader estava cheio de dúvidas. Ele disse à revista que tinha certeza de que seus dias no “SNL” estavam contados desde o início..

“Eu estava sempre consciente de que eu não tinha tanta experiência em comédia quanto as outras pessoas no ‘SNL’, e fiquei pensando que eles iriam perceber que cometeram um erro ao me contratar”, disse ele..

Claro, isso nunca aconteceu. Hader, que acabou se tornando um favorito dos fãs por suas impressões de celebridades e seus personagens exagerados, ficou com o show por oito temporadas. Mas mesmo após o sucesso, ele se viu ficando um pouco tonto com o show no início deste ano – quando ele decidiu dizer adeus..

“Quando eu disse as palavras ‘eu estou indo para LA e vou deixar o show’, a sala começou a girar”, disse ele. “Eu pensei que fosse desmaiar. Eu não chorei – outras pessoas me disseram que choraram – mas eu fiquei tonto.”

Pelo menos agora, ele pode finalmente relaxar.